2.10.11

Não deu nem pra temer


Com espantosa facilidade, o Brasil se sagrou, pela quinta vez, campeão da Copa América Feminina de Basquete, disputada em Neiva, na Colômbia. Com o título conquistado, o país garantiu vaga nas Olimpíadas de Londres no basquete feminino, como já havia feito no masculino. Será apenas a terceira vez na história olímpica que o Brasil levará tanto a seleção masculina quanto a feminina na disputa do basquete, depois de 1992 (ano da estreia da seleção feminina do Brasil no basquete das Olimpíadas) e 1996, quando a equipe que havia sido campeã mundial dois anos antes, comandada por nomes como Hortência, Paula e Janeth, ficou com a medalha de prata - haverá uma quarta em 2016, já que o Brasil estará classificado por ser o país-sede.

As semifinais foram disputadas na sexta-feira. Também invicta, a Argentina encontrou dificuldades para superar o Canadá, segundo colocado no grupo do Brasil. Mas as platinas usaram muita garra para superar um final dramático e equilibrado e vencer por 61 a 59. O Brasil, que sobrava na turma, teve muito mais facilidade para derrotar Cuba por 66 a 53. Na disputa do terceiro lugar, já no sábado, as canadenses derrotaram as cubanas por 59 a 46.

A final, disputada ontem, foi um verdadeiro passeio da seleção brasileira. Para se ter uma ideia, o primeiro tempo terminou num massacrante resultado de 33 a 11. O domínio brasileiro só fez aumentar nos dois últimos períodos, e o Brasil simplesmente humilhou a Argentina, vencendo por 74 a 33, com uma facilidade que chegou a ser constrangedora. Érika foi a cestinha com 13 pontos, com direito a 16 rebotes e três assistências. O basquete feminino estreou no programa olímpico em 1976, nos Jogos de Montreal, mas o Brasil só estreou no torneio em Barcelona, 1992 - desde então, contudo, a nossa seleção sempre marcou presença nas Olimpíadas (sendo prata em 1996 e bronze em 2000).

Com o título africano conquistado neste domingo pela seleção de Angola (62 a 54 sobre o Senegal, na final disputada em Bamaco, no Máli), definiram-se as sete vagas imediatas no basquete feminino nas Olimpíadas de 2012: Grã-Bretanha (país-sede), Estados Unidos (campeões mundiais), Rússia (campeã europeia), China (campeã asiática), Austrália (campeã da Oceania), Brasil (campeão da Copa América) e Angola (campeã africana). As demais cinco vagas serão definidas no Pré-Olímpico Mundial, em julho próximo, em local a ser definido pela FIBA. A última vaga foi ganha pela seleção de Máli, depois dos 71 a 62 sobre a Nigéria, na disputa do terceiro lugar do Campeonato Africano Feminino. Senegalesas e malinesas se juntarão às quatro representantes da Europa (Turquia, França, República Tcheca e Croácia), às duas asiáticas (Coreia do Sul e Japão), à da Oceania (Nova Zelândia) e às das Américas (Argentina, Canadá e Cuba).

Foto: Reuters

Um comentário:

Paulo Tamburro disse...

OLÁ DANIEL

SOU SEU MAIS NOVO SEGUIDOR EM DOIS DOS SEUS BLOGUES.

E NESTE VOLTAREI SEMPRE , TAMBÉM!!!

ESTOU CONVIDADNDO VOCÊ PARA CONHECER A HISTÓRIA DE THEÓFILO PRAXEDES, UMA FIGURAÇA!

ESTA LÁ, NO MEU BLOG DE HUMOR,

” HUMOR EM TEXTO”

E A CRONICA É:

“A MÃE DOS FILHOS DELE”

E SE QUISER MAIS HUMOR, TAMBÉM TERÁ ACESSO AO “FOTOFALA” –UM BLOG LEVE E DIFERENTE – E O MEU OUTRO BLOG DE HUMOR:

” COMO ERA FÁCIL FAZER SEXO”.

ENFIM, O REGATE DAQUILO QUE O CARIOCA SEMPRE TEVE E AINDA, NINGUÉM CONSEGUIU DESTRUIR: MUITO BOM HUMOR!

CONFIRA.

E PARABÉNS , O CRISTO REDENTOR HOJE FAZ 80, ANOS!!!

UM ABRAÇÃO CARIOCA