13.8.08

Imagem é tudo!


Quando vemos algo que nos encanta, às vezes não é exatamente o que parece. Algo que muitos de nós consideraríamos absurdo é encarado como perfeitamente normal por outros tantos. Essas duas frases vieram à cabeça de muitos quando dois aspectos da cerimônia de abertura das Olimpíadas de Pequim vieram à tona, ao serem revelados pelos organizadores do evento.

Logo no comecinho da cerimônia, foram transmitidas imagens de fogos de artifícios em forma de pegadas de gigante, que estouravam em direção ao Estádio Nacional de Pequim. À primeira visita, admirava-se a perfeição do acontecido a serviço da beleza da festa. Porém, acaba de ser revelado que tratava-se de imagem pré-gravada, pois havia o temor que, na hora da verdade, fosse difícil filmar os efeitos com o uso de helicópteros, segundo os organizadores. Mas tem mais.

A certa altura da cerimônia, também no seu início, uma linda menininha cantava uma canção chamada Ode à Pátria. Lin Miaoke, 9 anos, encantou o mundo ao aparecer na tela da TV - mas, na verdade, ela apenas era dublada pela voz da verdadeira ganhadora de um concurso nacional organizado para escolher a melhor cantora para aparecer. Yang Peiyi tem 7 anos e uma bela voz, mas um defeito imperdoável para os rígidos padrões chineses: seus dentes eram desgrenhados demais. Então, juntou-se a voz de uma com a beleza de outra. Bingo! Era a imagem perfeita que a China queria mostrar ao mundo. As palavras do responsável não poderiam ser mais sintomáticas: "Precisávamos colocar os interesses do país em primeiro lugar". À pobre menininha de bela voz mas de imagem "inadequada", só restou o consolo de ter sua voz ouvida...

O episódio mostra como os chineses andam obcecados pela perfeição, principalmente no que diz respeito à sua imagem perante o mundo. Nenhum problema com isso, desde que não interfira na vida alheia, o que está longe de acontecer em território chinês. O complicado é que o fato tira toda a espontaneidade, o que se tornou corriqueiro em território chinês. Há décadas, devido ao regime comunista, tudo na China tem características estatais. Até a respiração dos cidadãos parece controlada pelo Estado. Resultado: um bilhão de pessoas perfeitamente manipuláveis ao gosto do Partido Comunista. O pior é que o fato de um país como a China, mercado emergente e poderoso com muitos negócios em todo o planeta, ter quase uma população de fantoches é encarado como normal...

Nenhum comentário: